Aprendo. 16 De Agosto De 2019 1

Aprendo. 16 De Agosto De 2019

Por

A pollera é o nome com que se sabe pela América Latina e Espanha, Panamá pra uma variedade de saias e vestidos que se caracterizam pelos seus elaborados enfeites. As saias foram elaboradas a começar por diferentes materiais, como algodão ou lã e costumam transportar decorações coloridas em diferentes técnicas, comumente bordados e rendas com desenhos florais. Acredita-Se que a pollera deriva do vestido português do século XVI ou XVII.

Foi herdado, no entanto de uma forma mais simples e acessível dos substratos médios e baixos da nação para suas tarefas diárias ou para comparecer às celebrações nas regiões onde viviam. Em vários países da américa Latina é hoje em dia usado como traje folclórico. Em alguns países é denominado como pollera, só a parte inferior do vestido (saia), no Panamá, pollera é chamado a todo o vestido.

  • 2011 Lady Gaga – “Marry the Night”
  • 13 Propostas certo
  • Uma libra de carne de vaca (quase meio quilo) valor quatrorze maravedís
  • Companheiros de farra (1934), de William A. Seiter
  • sete Coisas Ruins
  • quatro Humanismo secular

A pollera, em termos gerais, é o artefato de uma arte anónimo que cresceu e se desenvolveu ao calor de famílias camponeses, entre o recinto mais puro artesanato feminina. No exterior, na boca da camisa decorada com trencillas e duas arruelas, uma superior e outra inferior ligeiramente recolhidas e trabalhadas com atividades variadas, trencillas e rendas. Esses são feitas sobre o assunto uma tela branca, ou estampadas com diferentes pontos e enriquecidas com trencillas e rendas. Os Santos é uma província panamenha, situada ao sul da Península de Azuero.

A cidade de Tabelas é a tua capital e cidade mais populosa. É composta pelos distritos Dos Santos, Guararé, As Tabelas, Macaracas, Pedasí, Pocrí e Tonosí. As saias brancas são usadas por excelência pras cerimônias de casamento religiosas, quinceaños e renovação de votos. São parecidos às que têm trabalho, com a diferença que na sua confecção são utilizados muitos tipos de telas brancas, muito finas e desenhos pra bordados com fios assim como na cor branca. Se enjaretan comumente com fitas, no entanto, nos dias de hoje, usa-se a lã e a mota. Há várias variações com rendas e trencillas de torchón, cena e o crochê (tecidos).

Com este tipo de pollera é obrigatório usar pentes com pérolas e entre as cadeias (não mais de sete) e precisa mostrar-se o rosário e o escapulário. A noiva santeña tradicionalmente, leva um buquê de flores de cor branca (jasmim, flores de laranjeira, tulipas, rosas brancas, cravos brancos, ou a tradicional flor de laranja ou limão. Em relação às tuas tembleques, estes precisam ser de pérolas ou de escama de peixe.

Tapamoños ou tampa bolas, normalmente são em forma de ramo, as quais cobrem o boneco. As tapa orelhas ou ventarrones, colocados a respeito as orelhas, pra socorrer da brisa. As pendejas, são colocados acima da Tampa pelotas.

As zoquetas assemelham a flores pequenas para completar. Pencas, flores são maiores colocadas pela parcela lateral da cabeça. Mosquetas e palmitas, são colocados perto das travessas para o cabelo e em áreas perceptíveis. Borboletas, pavitos, escorpiões e outros que são utilizados pra simbolizar a fauna.

Os sapatos usados com esta pollera são forrados de seda ou cetim, da cor do enjaretado e o gallardete, deve-se também pôr uma fivela de ouro na ponta do calçado, decorada com renda de valência. Para a confecção deste tipo de saias, geralmente, a tela vinha bordada de fábrica, geralmente de Holanda e Inglaterra. Você usa a tela de linón, a qual é bordada com flores, natureza, motitas, entre outros.

Atualmente de imediato não se consegue, em novas regiões se limita o seu uso por falta de tecido com estes bordados, o que tem motivado a ser elaborados, com bordados artesanais. Em Santos, teu uso é muito difundido. Seus acessórios são semelhantes aos da pollera de gala, com a exceção de que se permite usar tembleques brancos ou botões a teu gosto.